terça-feira, 13 de julho de 2010

TEXTOS DE FÃ

Segue abaixo dois maravilhosos textos de duas fãs de Ana Carolina, que expressam esse amor inexplicável, lindo e maravilhoso que sentimos por nossa diva. Vale a pena ler!!!

MAS, POR QUÊ ANA CAROLINA?

Autora: Wlianna Araújo


Uma amiga me perguntou: "mas, por quê Ana Carolina?" Fiquei sem palavras para responder, mas essa pergunta me intrigou, não conseguiria esquecê - la se não encontrasse uma resposta.
É certo que a maioria das adolescentes tem seus ídolos, mas esses ídolos são geralmente garotos lindos e perfeitos ou astros norte - americanos de filmes "teens", é normal que uma adolescente seja fanática por algum galã desses. Mas, porquê ser fã da Ana Carolina, aquela mineirinha de Juiz de Fora? Não posso responder pelos demais fãs, respondo apenas por mim. Desde que eu quera muito pequena e ouvia Ana Carolina no programa do Fausto Silva, eu já amava a voz diferente, o jeito diferente, a roupa diferente, o sorriso espontâneo da Ana, ela e esse talento natural e único me conquistaram, comparei a Ana com outras cantoras e não encontrei nenhuma igual ou parecida com ela. Nenhuma delas é autodidata, toca pandeiro, violão e piano tão bem ou compõe com tamanha perfeição.
Ana Carolina é diferente, ela veste a roupa pelo avesso, prefere sexo á família e amigos e não esconde isso, vive mascando chiclete com aquela boca mais que desejada, ela odeia música sertaneja, ama ser a mulher que é. Se trancava no quarto durante dias, semanas, e por debaixo da porta só passava pizza. Ana é uma adolescente vestida de mulher, e que mulher! Mulher que se apaixona independentemente do sexo, compõe canções e pinta canções, ela toma sorvete quente, compõe desde o sacro ao profano, assumiu a bissexualidade, um ato de coragem e para poucos.
A Carol, a filha "errada" da família, o fruto de uma traição que durou 12 anos, a única filha da dona Aparecida, a menina que tocava e cantava em bares, a Ana Carolina, consagrada uma das maiores cantoras brasileiras, a menina que fazia das escovas de cabelo da mãe o seu microfone, a maravilha feminina cantada por Seu Jorge, ou a grande mulher ovacionada por Maria Bethânia.  Essa é a minha Aninha, a minha Carolina, a cantora polêmica que canta "Fui eu que bebi e comi a Madona", que causou com a frase: "Sou bi, e daí?". Segundo Ana, mais que a música que ela faz, ela quer deixar uma mensagem de liberdade para as pessoas, é por tudo isso e por sua voz impactante que ela é ídolo de tantas pessoas.
Mas, por que Ana Carolina? Porque Ana Carolina é o cara, sem ter por que e explicação nenhuma isso requer. Acredito que Ana Carolina é tão amada pelos fãs por ser tão rebelde e imperfeita e chega a ser perfeita. A nossa Aninha, nossa Diva, nossa garimpeira da beleza, dessas mulheres pra comer com dez talheres.


SENTIMENTOS DE FÃ

Autora: Érika Lima


Ser fã não é apenas saber tudo sobre o ídolo. Não é saber os detalhes de sua vida privada. Não é apenas conhecer todas as suas obras e trabalhos. Não é apenas ver e rever constantemente tudo o que está relacionado á ele (a).
Ser fã, Fã de verdade, é muito mais do que isso. Ser Fã é rir e chorar. É sofrer e festejar. É apoiar e lutar com todas as forças pelo sucesso de quem admiramos. É estar sempre com elas, nem que seja apenas em pensamento. É amá - los, venerá - los, admirá - los como a mais ninguém. É sentir a força e as mensagens que elas nos transmitem. É defendê - los até o fim, contra tudo e contra todos. É apoiá - los e gostar sempre deles, independentemente dos seus defeitos e dos boatos. É considerá - los como pessoas normais e ao mesmo tempo considerá - los superiores aos outros. É trazê - los sempre no coração. É simplesmente amar e não saber o porquê de tanto amor. É não saber o porquê e pensar que pouco importa, já que esse amor nos faz tão bem.
A relação entre um fã e um ídolo é muito maior do que se possa imaginar, pois embora não se conheçam e mesmo que nunca se tenham visto, a relação de cumplicidade nunca morrerá. Quem não é fã de alguém não pode entender isto. Há quem seja fã da mãe, do pai, da avó ou da tia, mas mais do que isso, é ser fã de alguém que nunca vimos na vida e, se vimos foi por tempo recorde, poucos minutos ou até segundos. Tempo este que não dá nem pra falar nada, além de "sou sua (seu) Fã"... te amo"... Como pode ser isso possível? Pode parecer que não, mas é. Há pessoas que nunca poderão compreender isto.
Mas para que interessa o que os outros pensam?
Não contribui para a minha felicidade. Podem criticar, podem gozar, podem dizer que vivo rodeada de sonhos e ilusões. Essa é a minha maneira de procurar a felicidade. A realidade não me faz feliz. E sei perfeitamente que por mais que procure a felicidade num outro mundo, nunca a encontrarei, da forma que encontrei sendo Fã.
Sonhar é essencial, sonhar é necessário. E eu preciso tanto. O que seria de mim sem os meus sonhos? Uma pessoa vazia, ôca, que vive acorrentada á realidade, pensando no ontem e o que realizarei no amanhã. Não gosto de pessoas demasiadas presas á terra - porque eu não consigo ser assim e irrita - me que me incomodem quando estou no meu próprio mundo em busca de alguma paz de espírito. Será que posso esquecer a realidade por uns segundos? Será que posso fugir por alguns momentos? A realidade para mim é um pesadelo. Apenas isso.
Eu sonho. Eu tenho sonhos. E apesar de a vida nos fechar muitas portas, muitas vezes abre - nos uma janela. Será que vale a pena sonhar? Claro que sim. Eu sempre acreditei que sim. Até o mais imprevisível dos sonhos pode realizar - se. Eu quero acreditar que sim por que não me contento em desistir. Nada é impossível.
Para ser mais clara, o sentimento de Fã é justamente esse: Sonhar, sonhar, sonhar, e acreditar que um dia seu sonho irá se realizar. Você que é Fã, um dos únicos seres que conseguirá me compreender. Somos muitos e ao mesmo tempo, somos poucos...
Relendo meu texto até aqui, me pergunto: "O que eu estou fazendo? Será que alguém vai ligar para tudo isso? Quanta confusão?!"
E eu realmente não sei. Quantas pessoas me vêem como uma pessoa que simplesmente tem sentimentos intensos e que é completamente movida por uma paixão, ou quantas pessoas vão rir e pensar "que menina confusa, que menina maluca". Mas é assim mesmo. Tudo nessa vida é julgado, já não me abala mais esse pensamento.
Para terminar com "tema" de hoje, gostaria de dizer que eu sou Fã e tenho orgulho disso. Pois apesar de não ser entendida algumas vezes, a questão de ser "Fã" de alguém, no meu caso da cantora Ana Carolina, me faz ter um "abrigo" dentro de mim. É algo inexplicável, mas que tem um sentido e um significado muito grande para mim. É um querer, uma ansiedade, uma vontade de não saber realmente como explicar, mas é uma sensação boa. Intensa. Essencial. Especial da qual eu preciso para continuar. Algo que não nasceu comigo. Surgiu com o tempo, mas esse tempo transformou dentro de mim. E eu preciso desse amor, dessa paixão, desse sentimento bonito e confuso. Afinal, quando se tem tudo muito fácil, quando se tem todas as respostas, quando se tem tudo o que deseja, não há sentido. Não há desejo. Não há coragem. Não há VIDA!

Fã é o ser mais complexo. O ser mais passional. O ser mais amante, mais fiel, mais leal, mais intenso e incomparável, existente.

Ana Carolina, eu te amo!


FONTE: Blog Wlianna Araújo e Blog Érika Lima - Liberdade? Eu quero muito mais!

2 comentários:

  1. Ameei o texto da Érika...
    ser fã é assim msm,
    não há explicação,
    muito menos quando se é fã da
    mulher mais perfeita do universo:
    ANA CAROLINA SOUZA ETERNAMENTE TE AMO"

    ResponderExcluir
  2. Noooooossa, ameeeeeei

    ResponderExcluir