quarta-feira, 30 de junho de 2010

ENSAIO DE CORES

"A pintura se instalou fortemente em mim em meados de 2002, pouco antes do lançamento de Estampado, um álbum tão emocionalmente conturbado que cheguei a ponto de criar uma tela para cada canção. Para aliviar a sensação aflitiva do registro das canções em estúdio, eu pintava para ver aquelas canções que eu só ouvia. De lá para cá eu não parei mais. A pintura elimina involuntariamente os limites que eu conheço e invento para cada música. Não estou em busca somente da beleza, quero sobretudo a comunicabilidade visual". AC

Em 2008, iniciou - se a parceria entre a Associação de Diabetes Juvenil (ADJ) e Ana Carolina, com um show e uma mini - exposição, cujo intuito era chamar a atenção para a causa da diabetes. Essa parceria se consolida ainda mais com o projeto "Ensaio de Cores", do qual parte da venda arrecadada será revertida para a ADJ.

No final de maio de 2010, a curadora Susi Cantarino sugeriu que Ana expusesse uma tela em sua galeria (Metara). No primeiro dia de exposição o quadro foi vendido para uma fã de Santos.

Em julho e agosto de 2010, o show "Ensaio de Cores" será apresentado pela primeira vez em São Paulo, no Citibank Hall. Novas canções, novos arranjos, novos músicos e uma exposição das telas da cantora farão parte desse novo projeto que deve circular em outras capitais do Brasil.

Enquanto o show não chega. Tenha uma prévia do que nos aguarda por aí.

"Eu faço alguns planos sim diante de uma tela branca, imagino mais ou menos o que eu quero fazer ali, as cores, se é óleo ou acrílica, mas os acidentes que acontecem no meio do percurso da pintura acabam sendo a parte mais interessante... o olho arruma muito... o olho arruma muito as imagens, na verdade cada um percebe a cor de um jeito diferente, ou seja, é muito subjetivo... eu não busco a beleza quando pinto, a beleza é pouco, eu quero sentimentos, sentimentos reais, raivas, frustações, sentimentos fortes... a beleza também se possível, mas ela não me preocupa, não é o meu objetivo principal, aliás eu me sentiria meio boba só pensando na beleza... eu quero mais, eu quero o convívio com a tela, a intensidade dos sentimentos, eu quero a realidade... quando um quadro ainda não está pronto, eu não me preocupo, porque eu sei que vou gostar dele em um determinado momento, isso pode durar um dia, um ano, ou 10 anos". AC



As Telas e Elas 
(Nova música de Ana Carolina)


Paquero ela, ela dança Peggy Lee
Sem luz nenhuma acendo um Free
Quando eu a vi, vi muito mais
Do que eu queria enxergar


Que amor é esse que bateu em mim?
Na parede um quadro falso de Klimt


Quem dera ela toda em mim a se tocar
Rompendo o teto todo, a telha e o luar
Quando me despi, rompi minha paz
De tudo que eu sou capaz


Que amor é esse que me causa um nó?
Da parede roubaram um Miró


Pernas, pés, cabelos, peitos lindos que doem a íris
Meu erro, minha escravidão, meu violão, meu Ramirez

Eu não quero mais viver assim
Eu não quero mais viver assim


Ela pensa que me engana, deixo ela pensar
Daí não dura uma semana ela já quer voltar
Não só aceito e ainda me enfeito
Troco a fronha e o lençol


Que amor é esse que irrompe o mar?
Na parede um traço Renoir


Quem dera ela e mais duas pra misturar
A força que nos prende e solta faz delirar
Quando eu chorei, perdi e ganhei
E agora quem eu sou?


Que amor é esse que me faz querer?
Na parede um autêntico Monet


Bordô, carmim, magenta, cerúleo, azul
Ciúme, desejo, medo, fogo, belo visu


Eu não quero mais viver assim
Eu não quero mais viver assim


Para ver as telas de Ana Carolina acesse: www.ensaiodecoresac.com.br



FONTE: Fã Clube Donana Carolina 

Nenhum comentário:

Postar um comentário