sábado, 26 de dezembro de 2009

VÍDEOS DA ANA NO ESPECIAL DO ROBERTO CARLOS

Veja abaixo os vídeos da participação da cantora Ana Carolina no especial de fim de ano de Roberto Carlos, que foi exibido pela Rede Globo de Televisão ontem, dia 25 de dezembro.

VEJA OS VÍDEOS ABAIXO, CLICANDO NO LINK:

                                            
               ENCOSTAR NA TUA
 
              COMO VAI VOCÊ      


FONTE: Youtube

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

2010 COMEÇA COM SHOWZÕES: ANA CAROLINA, NO RJ E NEY MATOGROSSO EM SP


 
2009 ainda nem acabou, mas todo mundo já está de olho na temporada de shows agendados para 2010. No Rio de Janeiro e em São Paulo, por exemplo, além de atrações internacionais já confirmadas como Beyoncé e Coldplay, duas estrelas nacionais de primeira grandeza com suas novas turnês.
               Ana Carolina leva ao Rio o show "N9ve", com cenografia e direção assinados por Bia Lessa. Com vários efeitinhos de iluminação, o espetáculo pretende fazer com que o público experimente um clima cinematográfico. Obviamente, hits como "Cabide"são certeza no setlist, mas Ana apresenta também todas as canções do novo álbum. As surpresas ficam por conta das releituras que a cantora faz de sambas e de uma canção de Caetano Veloso.
            Já em São Paulo, quem chega é Ney Matogrosso e seu "Beijo Bandido". O espetáculo já passou por algumas cidades brasileiras e ficou marcado pelo impacto sentido pelo público ao ver um Ney de terninho claro, muito mais "contido" do que nas últimas turnês. A cenografia também é basicona: é formada apenas por uma tela de filó onde imagens são projetadas.
           Um quarteto de cordas acompanha o intérprete em canções já defendidas antes pelo próprio Ney, como "Tango para Teresa" e "Doce de Coco". O artista mostra que cantar acompanhado apenas por piano, cello, violino e percussão não restringe o repertório e apresenta uma versão surpreendente de "Nada Por Mim", sucesso de Herbert Vianna.

* ANA CAROLINA - N9VE
 15, 16, 17, 22 e 23 de Janeiro
Citbank Hall - Rio de Janeiro

* NEY MATOGROSSO:
Apresentações no Citbank Hall São Paulo em Março, em datas a serem divulgadas

FONTE: Mix Brasil                                                       

sábado, 19 de dezembro de 2009

DVD ANA CAROLINA + UM TRAZ DUETOS COM LUIZ MELODIA, ÂNGELA RO RO, E OUTROS



"Ana Carolina + Um", editado em CD e DVD pela Sony, é um projeto híbrido, mas com forte apelo comercial e que atropela o disco de estúdio "Nove", que a cantora lançou também este ano - aqui estão cinco das nove faixas do anterior. São 14 canções do DVD e dez do CD, quase todas trazendo duetos encenados em exuberante cenário noturno, o jardim de uma casa no Alto da Boa Vista. No entanto, as imagens mais atrapalham do que ajudam á música de Ana Carolina.
                     Apesar do cuidado que envolve a produção - direção artística de Monique Gardenberg, arte e cenografia de Gringo Cardia e fotografia de Lauro Escorel  -, o formato é datado, remetendo aos pré - clipes do Fantástico dos anos 1970. Em alguns números, figurantes contracenam, como que numa festa, mas o efeito é artificial - mesmo que a música ao fundo seja sempre consistente. É muito bom, por exemplo, o dueto com Maria Bethânia na guarânia "Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar", canção de Ana e Jorge Vercilo lançada apenas no disco da baiana - por sinal, a ficha técnica diz que a atual versão foi gravada "sobre fonograma originalmente cedida por Biscoito Fino", ou seja, as duas apenas botaram suas vozes, aproveitando a base instrumental. 
                O encontro com Zizi Possi, em "Ruas de Outono" (Ana e Antônio Villeroy), também aproveita a base de sua primeira versão, no CD duplo "Dois Quartos" (2006). Duas outras canções tiradas de "Dois Quartos", "Milhares de Sambas" (agora em dueto com Roberta Sá) e "Homens e Mulheres" (esta com Ângela Ro Ro), aparentemente foram regravadas.
               Gravações novas ou não, efeitos artificiais ou não, "Ana Carolina + Um" é um atestado da força tão amada (por muitos) ou detestada (por tantos outros) compositora. Com exceção de "Heroína e Vilã", esta de Villeroy - seu principal parceiro e o convidado neste dueto -, as canções são de Ana, algumas em parceria, o repertório também traz mais atrações. O ótimo dueto com Luiz Melodia no samba "Cabide", que Ana entregara para Mart'nália, e a até então inédita "Mais Que A Mim", parceria com a italiana Chiara Civello, mas num dueto com Maria Gadú. Há ainda o dueto, tirado de "Nove", com Chiara, na derramada balada "Resta" (Ana, Chiara e Dulce Quental), com as duas trocando lânguidos olhares num banco do jardim de sonhos. Fãs talvez embarquem sem freios e restrições estéticas nesse clima onírico, de romantismo exarcebado. Mas, para quem não aturar o filminho, há a opção de apenas ouvir o áudio. Pena que no CD não esteja "Traição", a balada cool jazz que Ana gravou em dueto com a baixista americana Esperanza Spalding (mais Daniel Jobim ao piano)) - o vídeo desta traz cenas filmadas no próprio estúdio Toca do Bandido, no Rio, nas sessões originalmente feitas para "Nove". O melhor mesmo, portanto, é deixar o DVD rodando e se acostumar.

FONTE: O Globo                                      

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

ANA CAROLINA NOS BASTIDORES DO VÍDEO SHOW

Na noite dessa terça - feira, 15, Roberto Carlos gravou seu especial de fim de ano no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A apresentação que seria no dia 10, foi cancelada, por que o cantor estava com problemas na coluna
              Completamente recuperado, o Rei levou seus súditos ao delírio! Geovanna Tominaga mostrou os bastidores do especial, que vai ao ar no dia 25.
              Os cantores Ana Carolina e Daniel, a atriz Dira Paes e a banda Calcinha Preta fizeram participações especiais. "Estou prontíssima e nervosa. Acho que vou desmaiar no palco", brincou Ana Carolina. "É uma honra estarmos aqui", contou Silvânia, vocalista do Calcinha Preta.

                                              ASSISTA AOS VÍDEOS:

    Ana Carolina - Especial Roberto Carlos 2009 
   Geovanna Tominaga mostra os bastidores do Especial do Rei

FONTE: Vídeo Show

RECUPERADO, ROBERTO RECEBE CONVIDADOS EM GRAVAÇÃO


 Roberto Carlos gravou seu tradicional especial de fim de ano para a Globo, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, na noite dessa terça - feira (15), após cancelar a apresentação na semana passada, sob orientação médica. O cantor sofreu uma contratura muscular lombar e foi tratado com analgésicos e anti - inflamatórios.
                  Recuperado e bem disposto, Roberto Carlos dividiu o palco com Ana Carolina, Daniel, Dira Paes e a banda de forró Calcinha Preta. Sempre simpático e carinhoso com a plateia, o músico fez todo mundo cair na gargalhada ao fazer piada com seu TOC ( Transtorno Obsessivo Compulsivo), que o faz se apresentar sempre com uma peça de roupa azul. "Se eu pudesse colocar o nome da banda, seria Calcinha Azul", brincou.
               Roberto Carlos ainda encheu de elogios a cantora Ana Carolina, com quem ele fez um dueto nas músicas Encostar na Tua e Como Vai Você. "Faz tempo que eu presto atenção nas suas músicas e faz tempo que eu queria dividir o palco com você. Estar aqui com Ana Carolina é um grande barato. Esse é um momento único", disse ele.




 






 
                                                        
                                                     

                                                   
                                                 



 
   
O Rei também se apresentou ao lado do sertanejo Daniel, a quem chamou de "cara do bem". "Não conheço um homem, uma mulher, um povo que não goste de você", falou Roberto para Daniel. Os dois cantaram juntos Quando Eu Quero Falar Com Deus, emocionando a plateia lotada do ginásio. Antes de entoar a canção, o sertanejo disse que 2009 foi um ano maravilhoso. "Começou com cinema, depois continuou com participação na TV e agora, filha. Mas o que me alimenta mesmo é cantar". Daniel também cantou Estou Apaixonado, mas, dessa vez, sozinho no palco.
                    O ponto alto da gravação do especial foi a participação da atriz global Dira Paes. Ela estreou "fora do chuveiro", cantando Cama e Mesa com o rei. Os dois ainda dançaram agarradinhos quando o Calcinha Preta subiu ao palco para interpretar o sucesso Você Não Vale Nada, tema da personagem Norminha, da novela Caminho das Índias. A banda também canta com Roberto a música Eu Amo Demais. "Nunca pensei que fosse ouvir essa música nessa pegada. Achava que já tinha pensado em tudo, mas há sempre alguém que pensa mais", disse o rei.
                 O Especial Roberto Carlos vai ao ar na Globo no dia 25 de Dezembro;

CONFIRA O SET LIST DO SHOW:

Emoções
Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo
Além do Horizonte
Encostar na Tua - Participação Especial: Ana Carolina
Como Vai Você - Participação Especial: Ana Carolina 
Detalhes
Outra Vez
A Mulher Que Eu Amo
Estou Apaixonado
Quando Eu Quero Falar Com Deus
As Curvas da Estrada de Santos
Do Fundo do Meu Coração
Proposta
Cama e Mesa
Você Não Vale Nada
Eu Amo Demais
Medley (É Proibido Fumar, Namoradinha de Um Amigo Meu, Quando e É Por Isso Que Eu Estou Aqui)
Como É Grande o Meu Amor Por Você
É Preciso Saber Viver
Jesus Cristo

FONTE: Terra/ G1/ O Globo
FOTOS: Fã Clube DonaAna Carolina e Lizandra Souza

                     VEJA OS VÍDEOS DE ANA CAROLINA E ROBERTO CARLOS

                                       
                         ENCOSTAR NA TUA e COMO VAI VOCÊ

                                         
                         http://www.youtube.com/watch?v=3kjgzaWGjJA

FONTE: Equipe Fã Clube DonaAna Carolina                                                

ENCONTROS MARCADOS COM ANA CAROLINA

CANTORA MINEIRA RECEBE CONVIDADOS ILUSTRES EM PROJETO DE CD E DVD.



Ana Carolina encontra Maria Bethânia debaixo de uma árvore, entre olhares cúmplices e espelhos redondos que pendem dos galhos, para dublar Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar. A encenação abre o DVD Multishow Registro - Ana Carolina + 1  (dirigido por Monique Gardenberg), um projeto de encontros com artistas com os quais a cantora mineira não será identificada de imediato. Maria Bethânia é apenas a primeira de uma lista em que figuram Gilberto Gil, Luiz Melodia, Roberta Sá e Esperanza Spalding - e na qual não falta Seu Jorge.
                     A base de Ana Carolina + 1 é o repertório do seu disco anterior, N9ve, lançado há apenas quatro meses. Inédita, apenas Mais Que A Mim, gravada com a estreante Maria Gadú, de quem Ana se aproxima mais no timbre do que na intensidade da interpretação. A novidade do projeto fica então basicamente por conta dos convidados e a mineira está de fato, bem acompanhada.
                 No dueto de abertura, que Bethânia havia gravado sozinha no disco Pirata, Ana divide os vocais, respeitando os contornos que a baiana delimitou em sua interpretação original - com o pendor dramático em comum entre as duas intérpretes e o equilíbrio delicado que Bethânia domina. Parcerias como essa, em que a anfitriã acomoda sua voz potente e grave em arranjos mais refinados ou mais simples, nos dois casos tomando emprestadas qualidades de seus convidados, são os momentos mais felizes do registro. O proveito dos encontros, afinal, está no que se aprende com o outro.
            Traição é um exemplo de como o canto arrebatador de grandes públicos de Ana ganha sofisticação, quando acompanhado ao piano por Daniel Jobim, e ao baixo e voz pela ascendente cantora norte - america de jazz Esperanza Spalding.
          Se Ana vai de samba, também sobra menos espaço para seus gritos e franseados prolongados. A intérprete se suaviza para acompanhar Roberta Sá no lento Milhares de Sambas. Mas ainda que o resultado sonoro seja interessante - o visual é comprometido com escolhas duvidosas, como a abertura com um inexplicável travelling em torno de uma estátua neoclássica até alcançar uma escadaria de cimento - cenários de um samba, vale lembrar. Aliás, gênero defendido frescor por Luiz Melodia, parceiro da suingada Cabide.
            Mesmo quando a intérprete de Garganta se livra do maneirismo no canto, não resiste a frisar cada intenção das letras com caras e bocas. Ana não poupa lábios mordidos enquanto espera Angela Ro Ro dar conta de seus versos em Homens e Mulheres, uma declaração do desejo pelos dois sexos. Seus fãs mais entusiasmados com as interpretações quase agressivas vão se refastelar ouvindo 10 Minutos. A iluminação vermelha sobre a noite escura prepara o ambiente para dramalhão. "Fora!", canta uma atordoada ( e raivosa) Ana Carolina, dedo em rise contra a câmera. Além do DVD, Ana Carolina + 1, chega ás lojas um CD correspondente, com dez das 14 faixas do registro em vídeo.
 
* PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:

Ana Carolina + 1 registra encontros da cantora com artistas diversos.

* DUETOS:

MARIA BETHÂNIA (Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar)
ANGELA RO RO (Homens e Mulheres)
SEU JORGE (Tá Rindo, É?)
ROBERTA SÁ (Milhares de Sambas)
LUIZ MELODIA (Cabide)
GILBERTO GIL (Torpedo) 
MARIA GADÚ (Mais Que A Mim)
CHIARA CIVELLO (Resta)
ZIZI POSSI (Ruas de Outono)
TOTONHO VILLEROY (Heroína e Vilã)
ESPERANZA SPALDING, voz e baixo, e Daniel Jobim ao piano (Traição)

EXTRAS: JOHN LEGEND (Entreolhares)

* Sozinha:

10 Minutos  e 8 Estorias

* SERVIÇO:

Ana Carolina + 1 - CD (R$ 19, 90) e DVD (R$ 34, 90)


FONTE: Gazeta do Povo      

                                             


                                                   

"10 MINUTOS" NA NOVELA "TEMPOS MODERNOS"

A música 10 Minutos, será tema de Antônio Fagundes e de Eliane Giardini na novela das 7, Tempos Modernos, que começará dia 11 de janeiro. Veja o clip de lançamento.

*CLIPE DE LANÇAMENTO DA NOVELA "TEMPOS MODERNOS"

http://www.youtube.com/watch?v=3kjgzaWGjJA     


FONTE: youtube

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

SAMBAS E ZIZI LEGITIMAM SARAU ARTIFICIAL DE ANA


   
RESENHA DE CD/ DVD
Título: Multishow Registro - Ana Car9lina + Um
Artista: Ana Carolina e convidados
Gravadora: Sony Music
Cotação: ***

A disposição gráfica do título Ana Car9lina + Um - tal como exposta nas capas do CD e DVD ora lançados por Ana Carolina neste mês de dezembro de 2009 - até pode sugerir também a leitura 9 + um numa alusão aos dez anos de carreira fonográfica da artista mineira. Contudo, o repertório deste projeto de duetos gira em torno de cancioneiros lançados nos álbuns Dois Quartos (2006) e N9ve (2009).
               Sem o devido recorte retrospectivo, o lançamento se sustenta unicamente nos inéditos encontros da artista com colegas como Maria Gadú ( na balada pseudo - blues Mais que a Mim, sobra do CD N9ve) e Angela Ro Ro ( em Homens e Mulheres, dueto que se revela espirituoso por conta da letra que prega á ambiguidade sexual). Mas a ideia do DVD em si resulta insatisfatória, porque o clima de sarau - criado no sítio carioca onde os duetos foram captados sob direção de Monique Gardenberg e produção musical de Alê Siqueira - soa bem artificial  pelo tom de espontaneidade ensaiada.
             O que acaba legitimando Ana Car9lina + Um são algumas participações realmente especiais. A de Zizi Possi valoriza a balada Ruas de Outono. A voz cristalina de Zizi percorre a melodia com leveza em registro que supera a gravação original da autora e a  imediata regravação de Gal Costa. Todos os quatro sambas também soaram sedutores no CD/DVD. Cabide ganha a ginga e a voz aveludada de Luiz Melodia. Já Milhares de Sambas parece mais bem inspirado no dueto de Ana com Roberta Sá, com uma aura de Velha Guarda. Tá Rindo, É? é puro suingue nas vozes afins e Ana e Seu Jorge, que repetem o encontro que rendeu o CD/DVD Ana & Jorge (2005).
             Da mesma forma, Gilberto Gil e Ana se entrosam bem em Torpedo, samba letrado por Gil. Oscilante nos últimos anos, a voz de Gil não estava na melhor nas formas da gravação - feita em agosto - mas o balanço do cantor é envolvente, com direito a scats no fim. Pena que o dueto com Maria Bethânia na guarânia Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar  tenha ocorrido em fogo brando. Pena também que haja regravações extremamente reduntantes como a de 8 Estorias e 10 Minutos (esta somente no DVD, num vídeo - solo de Ana cheio de poses dramáticas que mais parece clipe antigo do programa Fantástico nos anos 70). Afinal, estas músicas já figuram no CD N9ve, lançado em agosto, e não justificam um segundo registro individual tão próximo do primeiro.
              No todo, Ana Carolina acerta ao acentuar a leveza de seu canto, sem os arroubos que, por vezes, empanam o brilho de suas interpretações. 9 + 1 não é igual a dez, mas tem seu valor. Que poderia ser maior se o repertório tivesse temas antigos, englobando todos os dez anos de carreira de Ana.

FONTE: Blog Mauro Ferreira                                                    

ANA CAROLINA COMEMORA 10 ANOS DE CARREIRA COM DUETOS

Cantora lança CD e DVD Multishow Registro - Ana Car9lina + Um, que tem entre os convidados, Seu Jorge, Bethânia, Gilberto Gil e a revelação Maria Gadú.



  
O incentivo mais marcante do novo CD de Ana Carolina está logo no início de trabalho. Em Ana Car9lina + Um ( Armazém/ Sony Music), ela recebe vários convidados para comemorar os 10 anos de carreira e na primeira faixa faz dueto com a diva Maria Bethânia na canção Eu Que Não Sei Quase Nada do Mar. A voz grave de Ana ganha temperamento sofisticado, confirmando a qualidade da intérprete, muito além do rótulo de pop. No trabalho, filmado em HD em um sítio no Alto da Boa Vista, no Rio de Janeiro, a cantora mineira também reafirma versatilidade, em repertório eclético, do samba ao jazz, com participações especiais que acompanham a proposta. De Luiz Melodia á italiana Chiara Civello, o sarau promovido por Ana Carolina faz um brinde á diversidade.
                 Para a anfitriã, é como se o tempo não tivesse passado: "É tudo muito rápido. Outro dia, estava fazendo meu primeiro show profissional e agora comemoro uma década", diz Ana Carolina. Por outro lado, ela reconhece que os anos são suficientes para se arrepender de alguns momentos. Certas canções ela teria feito de outra maneira e outras, como Elevador, nem teria gravado. Ela também reconsidera opiniões. "Antes, achava que o sucesso não media nada, não representava nada. Hoje, penso diferente. Vejo tantas pessoas correndo atrás desse reconhecimento popular e percebo que não posso reclamar". Desde o primeiro disco, lembra, o sucesso foi rápido e intenso. "Isso é um privilégio que tenho que agradecer"
              O equilíbrio entre identidade, personalidade e busca por inovações - características que dão a todo artista sua própria essência, foi fundamental para reconhecimento de público e crítica. São questões importantes que ela avalia como decisivas para o desenvolvimento de sua carreira. A proximidade com os fãs é outra marca que a cantora faz questão de preservar. "Sou um pouquinho daquelas pessoas que estão na plateia. Poderia ser qualquer uma delas e, quando estou no palco, me sinto como se estivesse assistindo a um show de alguém de quem gosto. Por isso o diálogo tem que ser honesto", garante.
              Com cenários e direção de arte de Gringo Cardia e direção musical de Alê Siqueira, Ana Car9lina + Um inova na forma, deixando para trás a tradicional gravação de show. Cada convidado é levado a um ambiente específico, de acordo com o temperamento da música. Em outros momentos, Ana Carolina faz solos e se aproxima da linguagem dos videoclipes. Gilberto Gil, Roberta Sá, Angela Ro Ro, Seu Jorge e Zizi Possi estão entre os convidados para a festa. Alguns deles são parceiros da cantora desde o início da trajetória. Outros, como Maria Gadú, ela conheceu recentemente. "Escolhi para cantar com ela uma canção inédita, Mais Que A Mim, que havia ficado de fora de um CD. Com Angela Ro Ro, Homens e Mulheres me pareceu um tema bem propício para interpretarmos juntas. E a escolha de Seu Jorge para Tá Rindo, É? foi porque essa canção precisa de um ator tão bem quanto ele para dizer aquelas palavras da maneira certa", explica Ana, que dividiu com o músico o disco Ana & Jorge, em 2005.
             Cada tema do disco foi pensado de forma especial e os convidados são uma "velinha de se soma" aos vários motivos que ela encontra para comemorar. Entre outros nomes da música brasileira com que ela também gostaria de compartilhar o DVD, ficou de fora Roberto Carlos. "Claro que a vontade de cantar com todo mundo e com o Roberto seria uma honra, mas acho que ele não aceitaria, então nem chegamos a propor". Ana, que já está confirmada na gravação do especial de fim de ano do Rei, para a Rede Globo, conta que esse convite é mais que o suficiente para marcar o relacionamento entre os dois.

* CONTATOS IMEDIATOS:

Ana Car9lina + Um foi exibido há menos de um mês pelo canal pago Multishowe repercute diariamente no Orkut e em outros sites de relacionamento da internet, apesar de a cantora não se comunicar com os fãs por essa via. "A repercussão virtual está ótima, mas prefiro reservar sempre um momento, ao fim dos shows, para me encontrar com as pessoas. Não gosto de manter contato tão impessoal, num ambiente em que cada um fala o que quer, do jeito que quer, sem se identificar".
               A cantora, que define a própria carreira como "o mistério da fé", diz que nunca se deu conta de que sua voz a levaria a um lugar de tanta visibilidade profissional. Ela, que prefere não pensar no assunto, deixa os acontecimentos nortearem o futuro, sem maiores pretensões e com naturalidade. "Sempre gostei de tocar violão, mais que de cantar, e o sucesso nunca foi algo consciente, planejado. Nem posso dizer que faço as coisas com essa seriedade de planejar tudo. Toquei bastante em bares e fui ganhando meu dinheirinho, até que me pediram para gravar um CD e deu certo", resume. É bom lembrar que a estreia oficial foi com disco que vendeu mais de 100 mil cópias emplacou três canções em novelas. A nova temporada de shows, para lançamento do CD/DVD Ana Car9lina + Um foi aberta em São Paulo. Rio de Janeiro recebe a cantora em 15 de janeiro e ela segue em circulação nacional no ano que vem.

FONTE: Uai                                                                                       

ANA CAROLINA PRIVILEGIA HITS DA CARREIRA COM NOVO ÁLBUM


 
SÃO PAULO - O título do novo trabalho de Ana Carolina é autoexplicativo: N9ve + 1. Todas as canções são acompanhadas por um convidado. Mas a soma não faz referência a quantidade de músicas ou de personalidades que dividem o palco com ela e sim, ao tempo de carreira da cantora: dez anos. O álbum, com 10 faixas, foi lançado dentro do projeto Multishow Registro. O DVD tem 14 canções. 
              O número nove, aliás, tem bastante significado para Ana Carolina. Ela usa como exemplo o fato de ter nascido no dia "nove do nove" de 1974. Além disso, foi lançada comercialmente em 1999. Nada mais natural, segundo ela, que usar o número como referência.
           Muitos dos hits compostos por ela estão reinventadas nesse trabalho. É o caso, por exemplo, de Cabide, música de sua autoria, transformada em samba e acompanhada por Luiz Melodia. A composição seguinte também vem em forma de samba. Na companhia de Roberta Sá, ela mostra Milhares de Sambas. O time de convidados incluí ainda Maria Bethânia, Angela Ro Ro, Maria Gadú, Zizi Possi, Seu Jorge, Totonho Villeroy, seu antigo parceiro. Até Gilberto Gil dá as caras no trabalho, gravando a música Torpedo.
         Em outras canções, Ana Carolina deixa de lado a MPB para privilegiar tangos e boleros. Homens e Mulheres, por exemplo, perde o viés agressivo e se torna um bolero, no qual a cantora é acompanhada por Angela Ro Ro. Em seguida, Mais Que A Mim vira uma canção romântica com a participação de Maria Gadú. Em entrevista ao canal Multishow, Ana Carolina afirma que a identificação com Gadú, nova queridinha da MPB, foi imediata. "O timbre da voz e sua atitude me impressionaram"
        As participações de Esperanza Spalding e Chiara Civello nas canções Traição e Resta só estão disponíveis no DVD, assim como a ponta de John Legend em Entreolhares (The Way You're Looking At Me), que está tocando atualmente nas rádios.

FONTE: Estadão                                                                   

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

ANA CAROLINA E JAÚ ATRASAM E SÃO VAIADOS



Quando os portões do Jardins do Éden Festival se abriram, ás 21h de sábado, no Gran Hotel Stella Maris, mulheres que esperavam do lado de fora correram em busca de um bom lugar na frente do palco. Mal sabiam o quanto teriam que esperar para ouvir a mineira Ana Carolina. O público acreditava que o show estava marcado para começar ás 21h, horário que constava de fato nos ingressos, mas a produção explicou que esta era a hora de abertura dos portões, a apresentação começaria somente ás 22h. Ás 23h, as vaias já haviam sido pipocadas entre a multidão. Alguns mais jovens tentavam manter a pose, conversando displicentemente; moças de bocas brilhantes, rapazes bem penteados. Pelos cantos, as mulheres desciam do salto, sentavam - se no chão e demonstravam irritação. Kátia Reis, 33, achou a situação desrespeitosa. "Até agora ninguém da produção veio dar uma justificativa pelo atraso", disse. João Bosco, 60, acreditava que iria encontrar um show com melhor organização e pontualidade por conta do valor do ingresso: R$ 180 (inteira) e R$ 90 (meia).
                Para combater o estresse, o público só tinha como opção recorrer ás sessões de massagem relaxante, de graça, pelo menos. O serviço de bar até que funcionou bem, com algumas opções de lanche e bebidas. Ao espaço da revista Contigo!, apenas convidados tinham acesso. De famosos, lá estavam apenas a atriz Suzana Pires, a Ivonete da novela Caras & Bocas, e a cantora baiana Thati.
             Quando a procução do evento finalmente surgiu ao palco, ás 23h25, para se desculpar e dizer que o show não demoraria a começar, foi recebida com uma forte vaia. Cinco minutos depois, eis que surge Ana Carolina.

*ANTIGOS HITS:

Num cenário bem cuidado, em que uma cortina fina permitia ver a cantora através da projeção de um céu com nuvens, Ana Carolina apareceu suspensa no ar, cantando Que Se Danem Os Nós. Só que não se ouvia sua voz. Um problema no áudio fez com que a primeira parte da canção ficasse prejudicada. No fim desta, mais um coro de vaias. A segunda canção do repertório, 10 Minutos, do disco e show novos, N9ve, ganhou aplausos.
            Somente depois da terceira música, a cantora se dirigiu a plateia, dizendo que "é sempre bom estar em Salvador". Em seguida, tocou Era, sua canção preferida do disco mais recente. A maior empolgação do público, no entanto, ficou guardada para sucessos anteriores, como Entreolhares (quando casais se abraçaram por todos os lados), Rosas, É Isso Aí e Elevador.
          Quando Ana Carolina balançou os ombros, no ritmo da batida da música 8 Estorias, as mulheres gritaram e se agitaram próximas ao palco, como aconteceu em outros momentos de maior interação. No bis, ela cantou Garganta, e encerrou o show com menos de uma hora e meia de duração. 
            Jaú levantou o público - Jaú também começou sua apresentação com atraso. Passava das 2h20 da madrugada, quando o cantor subiu ao palco, sob vaias. Diferente do show anterior, o público se empolgou imediatamente com a primeira música, Flores de Favela.
           Pouca gente da plateia, de cerca de quatro mil pessoas foi embora. O show seguiu animado com muita dança e o som um pouco mais alto do que na apresentação de Ana Carolina. Jaú terminou o show pedindo desculpas pelo atraso sob aplausos do público.

FONTE: A Tarde On Line                                             

sábado, 12 de dezembro de 2009

ANA CAROLINA E JOHN LEGEND NA RETROSPECTIVA DO ALTAS HORAS



Na madrugada do dia 26, Serginho Groisman faz uma retrospectiva do Altas Horas de 2009 e reapresenta entrevistas com Xuxa, Ivete Sangalo, Ronaldo Fenômeno e com os cadeirantes Hebert Vianna, Marcelo Youka e Marcelo Rubens Paiva. Ainda no programa, uma reportagem especial do aniversário de 9 anos da atração, que aconteceu no Piscinão de Ramos, no Rio de Janeiro, e outro do aniversário de Serginho, que teve a participação de Rita Lee, Lázaro Ramos e Dan Stubalch. E não poderiam faltas os encontros musicais, marca registrada do Altas Horas: Chitãozinho & Xororó e Tinoco, Ana Carolina e John Legend, banda formada por artista torcedores do Flamengo, Santos, São Paulo, Cruzeiro e Corinthians. E, no palco, o apresentador recebe a banda mineira Jota Quest e vários artista fazem juntos uma homenagem a Simonal.

FONTE: TVaqui                                                    

"PERDI A INGENUIDADE", DIZ ANA CAROLINA



Dez meses após realizar uma apresentação emocionante no Festival de Verão de Salvador, Ana Carolina retorna á terra para lançar o disco N9ve e o DVD N9ve + 1, que acaba de chegar ás lojas. O show, que celebra uma década de carreira e possuí ares cinematográficos, tem direção e cenografia assinadas por Bia Lessa, que dirigiu Maria Bethânia em Brasileirinho, e no recente Amor, Festa e Devoção. Além dela, sobe ao palco do Gran Hotel Stella Maris, neste sábado, o cantor e compositor Jaú. Os shows começam ás 21h, na segunda edição do Jardins do Éden Festival. Os ingressos estão á venda no His, Ticketmix e Salvatur por R$ 90 (meia) e R$ 180 (inteira). Mais informações: (71) 3535 - 3900.
               No repertório, a cantora mineira equilibra novos registros com um resgate de canções antigas de sua discografia, como Nada Pra Mim, A Canção Tocou na Hora Errada, O Avesso dos Ponteiros e Que Se Danem Os Nós. Além disso, ela escolheu interpretar também as inusitadas Odeio, de Caetano Veloso, Bom Dia, de Swami Jr, Essa Mulher, de Arnaldo Antunes e Não Quero Saber Mais Dela, do Fundo de Quintal - todas canções inéditas em sua voz. Ana Carolina estará acompanhada por Marcelo Costa (bateria), Leonardo Reis (Percussão), Danilo Andrade (teclados), André Rodrigues (baixo), Dirceu Leite (sopros), Yura Ranevski (cello) e Pedro Baby (violões e guitarras). Em entrevista por e - mail, a artista contou, entre outras coisas, detalhes da Turnê á Tribuna da Bahia.

Em 10 anos de carreira, o que mais mudou em você como artista? E o que mais aprendeu?

"Perdi a ingenuidade, ganhei mais amigos, lutei, trabalhei bastante e só posso dizer que valeu muito a pena".

O que o público pode esperar como principais diferenciais do seu atual show para a turnê "Dois Quartos", além do repertório dos novos CD e DVD?

"Nesse trabalho, no DVD, eu privilegiei bastante o samba. A influência do jazz ficou bem evidente na música Traição, porém, devo lembrar que no disco N9ve, os sambas foram também privilegiados, acho que naturalmente o disco resultou mais sofisticado. Estou adorando fazer o show. Eu quis trazer para a apresentação as músicas que acredito que as pessoas querem ouvir, mas também outras que são muito significativas para mim nesses 10 anos, e as surpresas que eu sempre gosto de ter no show, são todas canções com um significado pessoal na minha vida e as que eu canto de outros autores são músicas que a cantora Ana Carolina escolheu para cantar porque gosta muito. Sem muito mistério"...

Como foi escrever o roteiro do espetáculo, junto a Bia Lessa para comemorar uma data tão emblemática?

"Sempre quis trabalhar com a Bia, criamos um conceito e a partir daí, ela projetou um cenário que lembra um set de cinema. O roteiro foi bem amarrado. Algumas canções ficaram de fora, não tem jeito, e estou cantando músicas bem emblemáticas para mim".

Haverá algum diferencial do show em solo baiano dos demais apresentados até então nessa turnê? Que canção você precisou tirar do set list que mais lhe fez falta?

"É o mesmo show, o N9ve, que estreou em São Paulo e vai correr o Brasil em 2010. Eu não me conformo com o fato de Carvão não entrar no set list, porém, na escolha do repertório (que é muito grande), Carvão não pode entrar. Mas existirão outras turnês e com certeza uma hora irei revisitá - la. 

Você expõe uma dose alta de intimidade em suas composições, como você equilibra isso com a sua privacidade?

"Não faço músicas somente inspirada nas coisas que me acontecem. Sobre a privacidade e o assédio da mídia, ás vezes dá vontade de matar e ás vezes chega a me dar uma alegria, é engraçado o misto dessas sensações. Mas ser uma cantora não pode ser um impedimento para levar uma vida normal."

Você foi convidada para participar do tradicional show especial de Natal do Roberto Carlos. O que isso significa para você?

"Admiro muito ele, ele é demais! Já ensaiamos, ele é um gentleman. Adorei estar mais perto, espero continuar. A expectativa para o especial é enorme, acho que vai ser lindo! Agora a canção é top - secret (risos)".

SERVIÇO:

O QUÊ? Jardins do Éden Verão
QUEM? Ana Carolina e Jaú
ONDE? Gran Hotel Stella Maris, na praia de Stella Maris
QUANDO? Neste sábado, ás 21h
QUANTO? R$ 90 (meia) e R$ 180 (inteira)

FONTE: Tribuna da Bahia