sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

ANA CAROLINA CONVIDA CANTORAS DO THE VOICE PARA SHOW EM SALVADOR



Nesta sexta - feira (18), Ana Carolina sobe ao palco do Festival de Verão de Salvador, na Bahia. Para animar a noite, a cantora contará com a presença de cinco participantes do The Voice Brasil, incluindo Ellen Oléria, vencedora do programa.

Ellen já participou do Festival de Verão, na última quarta - feira (16), quando emocionou o público ao cantar na despedida de Saulo Fernandes, da Banda Eva.

Ana Carolina se apresenta ainda no Madre Verão 2013, na Bahia, neste sábado (19), e depois segue para o Rio de Janeiro, quando toca no dia 23, no Barra Music.

FONTE: http://diversao.terra.com.br/carnaval/salvador/,b966cb6d8594c310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html                                            

domingo, 9 de setembro de 2012

FELIZ ANIVERSÁRIO, ANA CAROLINA!!!!!

                        

Hoje, dia 9 de Setembro de 2012 é um dia muito especial. Hoje é o aniversário da nossa querida e amada Ana Carolina.
Parabéns, Ana!!! Muitas felicidades, saúde, paz, prosperidade, amor, e muito sucesso. Que Deus ilumine a sua vida hoje e sempre. Desejo a você toda a felicidade do mundo.
Você é a nossa Diva, e nós somos simplesmente, seus Fãs.

Feliz Aniversário, Ana Carolina!!!!!

ANA EU TE AMO!!!!!
            
                                                                          

sábado, 30 de junho de 2012

ANA CAROLINA LANÇA DVD COM SHOW NO RIO DE JANEIRO


Ana Carolina se apresentou na noite desta sexta-feira,29, no lançamento do DVD e Blu-ray da turnê Ensaio de Cores, no Rio de Janeiro. Paulo Gustavo e Alessandra Maestrini, acompanhada do pai, conferiram o show.

Ana Carolina lança DVD da turnê Ensaio de Cores no Rio de Janeiro

quinta-feira, 31 de maio de 2012

ANA CAROLINA EXPÕE QUADROS NO CLIMA DA RIO+20



O cineasta e fotógrafo Walter Carvalho inspirou - se na Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, para criar obras inéditas que estarão em exposição na Galeria de Arte Metara, no bairro carioca de Ipanema, dia 18 de junho - véspera do evento mundial na cidade. Além dele, serão expostos trabalhos da cantora Ana Carolina, Evandro Teixeira, um dos principais nomes do fotojornalismo brasileiro; Antônio Villeroy, cantor e compositor; Xico Chaves, artista plástico, poeta e letrista; entre tantos.

Para entrar no clima do tema, os artistas usaram nas telas e fotografias materias reciclados e pigmentos naturais. Um dos convidados de honra da noite será Yossi Beilin, ex-ministro da Justiça de Israel.

FONTE: http://colunas.revistaepoca.globo.com/brunoastuto/2012/05/29/ana-carolina-expoe-quadros-no-clima-da-rio20/                                                                                      

ANA CAROLINA REAFIRMA UM ESTILO EM ENSAIO DE CORES AO VIVO



A mineira Ana Carolina desde o primeiro disco, que tem seu nome por título (de 1999), se equilibra na linha que divide o popular do popularesco. Deu - se bem por isso. Surgida numa época em que as vendas de disco atingiam o patamar do rés do chão, ele se tornou uma grande vendedora, e campeã de execução em rádio.

O DVD Ensaio de Cores ao vivo (Sony Music) é a confirmação de um estilo. Show do disco Ensaio de cores. Inspirado em telas da cantora, pintora nas horas vagas. O show, inicialmente, seria apenas a trilha da exposição das telas. Virou disco, turnê, e agora vídeo.

São 19 músicas, incluindo os extras, em que Ana Carolina interpreta canções autorais (com parceiros), e de nomes como Djavan, Caetano Veloso e Lenine, acompanhado por uma banda formada por mulheres: Délia Fischer (piano), Gretel Paganini (violoncelo) e LanLan (bateria).

Um vídeo bonito, reafirma o estilo da cantora. Formada nos barzinhos da vida, ela sabe o que o público, particularmente o seu público, gosta. Não deve ganhar novos adeptos com este trabalho, mas certamente garantirá a fidelidade de quem já faz parte do fã-clube.

FONTE: http://jconlineblogs.ne10.uol.com.br/toques/2012/05/28/ana-carolina-reafirma-um-estilo-em-ensaio-de-cores-ao-vivo/                                                                                       

DVD 'ENSAIO DE CORES' PINTA UM QUADRO DE INDECISÃO NA CARREIRA DE ANA



Resenha de DVD
Título: Ensaio de Cores/Ao Vivo
Artista: Ana Carolina
Gravadora: Armazém/Sony Music
Cotação: ***

Posto nas lojas pela gravadora Sony Music seis meses após o lançamento do homônimo CD ao vivo, o DVD Ensaio de Cores/Ao Vivo não exibe o melhor registro audiovisual de um show de Ana Carolina. Diretor de filmagem, o cineasta José Henrique captou de forma eficiente a apresentação feita pela cantora no Citibank Hall do Rio de Janeiro (RJ) em 3 de setembro de 2011. Mas sem jamais roçar o brilho obtido por Rodrigo Carelli na captação e edição das imagens do show Dois Quartos (2007). O DVD Multishow Ao Vivo - Dois Quartos (2008) tornou um show mais sedutor um show a rigor irregular como o álbum duplo de 2006 que o gerou (ainda que o show tenha sido dirigido com requinte por Monique Garbenberg). Sem aumentar o poder de sedução do (bom) show Ensaio de Cores, estreado em julho de 2010 em São Paulo (SP), o DVD Ensaio de Cores/Ao Vivo apenas exibe o que foi mostrado no palco pela cantora e o trio feminino formado por Délia Fischer (piano), Gretel Paganini (violoncelo) e LanLan (bateria). De todo modo, Fonseca jamais pode ser responsabilizado por Ensaio de Cores pintar um quadro de indecisão na carreira de Ana Carolina. Na gravação ao vivo, feita em uma apresentação ligeiramente menos envolvente do que os shows das duas anteriores temporadas cariocas, Ana parece se debater entre bem-vindas conexões com a MPB - Azul (Djavan), Força Estranha (Caetano Veloso) e Violão (Sueli Costa e Paulo César Pinheiro) reiteram a personalidade e a força com que a intérprete se apropria de obras alheias - e a necessidade de continuar gravando canções de apelo (pop)ular como Problemas (Ana Carolina, Dudu Falcão e Chiara Civello) - alocada em forma de clipe no DVD, pelo fato de não ter sido incluída no roteiro da gravação ao vivo - e a balada Simplesmente Aconteceu (Chiara Civello e Dudu Falcão), atual faixa promocional do projeto. Músicas que não estavam no roteiro original do show, no qual a compositora apresentou o samba Pra Tomar Três, sua primeira parceria com o geralmente inspirado Edu Krieger. Em seu próximo álbum de inéditas, o sexto da trajetória fonográfica que foi ficando irregular por conta da necessidade empresarial de garantir presença nas paradas populistas, Ana Carolina deve(ria) abrir mais o leque de parceiros - na qual já está o genial Guinga - para seguir outras trilhas e evitar que sua obra autoral chegue a um irreversível ponto de exaustão. Ora em DVD que exibe nos extras o videokê  de Encostar na Tua (Ana Carolina) e quadro sobre as pinturas da artista (musas inspiradoras do show), Ensaio de Cores deixa claro que há outros tons a serem explorados pela voz potente de Ana Carolina.

FONTE: Blog Notas Musicais.    
                                                                                    

segunda-feira, 28 de maio de 2012

A EXPRESSÃO DE ANA CAROLINA


Clairton Rosado - Mestre em Artes/Música - USP - Bacharel em Música/Composição - UFRGS

"Cantar é mais do que lembrar, (...) mais do que viver do que sonhar, é ter o coração daquilo", já dizia Caetano Veloso em uma de suas composições. O cantor/intérprete é, por conseguinte, um portador dos sentimentos que canta, porém não basta apenas que ele os leve consigo; para transmiti - los é necessário que se faça com verdade, deve acreditar e ser cúmplice destes sentimentos, para só então tornar - se deles um fiel enunciador.
Em pouco mais de dez anos de carreira, Ana Carolina tornou - se a voz que expressa sentimentos construídos sob expectativas e frustrações que insistem em permanecer no coração, ou que muitas vezes deles querem distância. Sua escolha por um repertório em que se desvelam relações amorosas e toda a intensidade que permitem é uma escolha perigosa, na qual muitos são os riscos, sobretudo tornar - se presa fácil das melancolias que habitam este tipo de repertório. Ana Carolina dribla tais perigos basicamente com a ajuda de três ingredientes: ginga, doçura e atitude. Contudo, a receita não é tão simples e direta, exige habilidade para definir as dosagens e o momento certo de aplicá - las.
A vida transporta às canções pode ser transformada conforme os sentimentos que nestas são vividos, mas sobretudo pela forma com que são encarados. Por vezes o desejo é de repulsa, exige a atitude do não e da contestação, momento em que Ana Carolina se mostra mais agressiva e roqueira. Em outras situações, são as boas lembranças que sobressaem, pois uma relação que embora não tenha vingado também possui aspectos positivos, é quando a cantora apresenta seu lirismo. Noutras oportunidades o melhor é ter bom humor para se lidar com os fatos, surge aí a Ana Carolina sambista.
Muitas vezes o que é dito torna - se menos importante do que a forma usada para dizer, o que re-vela um desejo maior: a necessidade de expressar algo. Reside nisto uma inquietação, que normalmente surge de onde não sabemos, mas que está lá e nos exige ação. São perguntas que brotam e que não necessariamente obterão resposta, mas que justificam sua existência pelo simples fato de li-bertarem a possibilidade da busca. São inquietações que na alma de um artista convertem - se em processo criativo, e que dão vazão ao encontro do caminho que levará à constituição de sua obra. Ela advêm do interior do próprio artista, mas também de todos os seus ouvintes, dos quais ele capta desejos e angústias e se torna sua voz.
Curiosamente, as inquietações de Ana Carolina transformam - se não apenas em canções, mas também através de outra habilidade sua: a pintura.
O desejo pela expressão adquire feições em seus quadros que a conduzem ao desenho/escrita de palavras, que, segundo a própria artista, não possuem a intenção de serem compreendidas. Vários destes quadros intitulam - se "cartas", algumas endereçadas, outras não, que nascem sabendo - se errantes e vivem pelo desejo de expressar o que carregam dentro de si.
Ana Carolina, compositora, pintora, intérprete. Artista narradora dos sentimentos que nela vivem, artista instrumento aos sentimentos que vivem em todos os seus ouvintes. Desenvolve - se entre ela e estes um diálogo de cumplicidade e amor, gerador de força mútua, que não à toa ela canta em seu mais recente disco "por isso é que eu canto, não posso parar, por isso essa voz tama-nha".

FONTE: http://www.atribunanet.com/noticia/a-expressao-de-ana-carolina-80187